Por conta disso, Herbert R. Oliveira, fundador da HR Consultoria, selecionou cinco indicadores principais para analisar os resultados de uma academia. São eles: 

1.Renovação

Segundo Herbert, a renovação é o principal indicador para medir a saúde do negócio, pois a venda já foi realizada a esse cliente e o custo e o esforço de mantê-lo na academia é de até 5 vezes menos do que é empregado na captação de um novo aluno. Entretanto, é o indicador mais negligenciado pelos gestores.  

“O erro mais comum é não realizar um estudo por período, que pode ser de 6 em 6 meses, de quantas renovações deverá realizar durante os próximos meses. Essa análise nos fornece um panorama de onde aplicar estratégias específicas nos meses de maior renovação”, ressalta o consultor. 

2. Conversão

A conversão é o segundo indicador que deve-se levar em conta ao analisar os resultados da academia. Afinal, sem esse controle, que deve ser realizado por período (manhã, tarde e noite) e por vendedor, será impossível mensurar o grau de efetividade do processo de vendas e, assim, tomar decisões e realizar intervenções na gestão financeira do negócio.

Assim, o consultor ressalta que a “falha mais comum em relação a esse índice está em não controlar a quantidade de visitas realizadas na academia durante o mês para cruzar esse número com a quantidade de novas matrículas efetivadas no mesmo período”. 

3. Rotação

A rotação é o índice menos usado pelos gestores para analisar os resultados de uma academia, mas ele é de extrema importância para o negócio. “Esse índice surge a partir dos números total de alunos x o número de renovações não realizadas + o número de cancelamentos. Caso esse número esteja acima de 7,5%, a rotação de alunos na academia está alta, ou seja, tenho muitos alunos saindo em relação a minha média mensal, o que influencia diretamente na lucratividade”, afirma Herbert. 

4. Ocupação

Para analisar o índice de ocupação de uma academia, basta levar em conta a quantidade de alunos por m². Lembre-se que esse número pode variar de acordo com a proposta do seu tipo de negócio.  

Entretanto, o consultor alerta para um erro frequente em relação a esse indicador: “um erro comum é o de se preocupar somente em aumentar o número de alunos, sendo que em alguns casos a ocupação já está bem resolvida e, a partir daí, pode-se começar o trabalho para aumentar o ticket médio da academia para que a estrutura não fique saturada e a qualidade do serviço não seja afetada”.  

5. Lucratividade 

A lucratividade é o índice que mede os números do seu negócio e, com isso, é possível saber se a academia está com o fluxo de caixa saudável ou não. De acordo com Herbert, algumas academias pecam na análise desse índice e os resultados podem não ser reais.  

“Nas academias, a falha em relação aos índices de lucratividade vem principalmente no momento em que são contabilizados os custos fixos e variáveis da empresa, no qual muitos gestores não incluem pró-labore quando são atuantes no negócio, custos com marketing, valores de investimentos, tarifas bancárias etc.”, diz o especialista.  

Como potencializar esses indicadores para analisar os resultados de uma academia

Potencializar esses indicadores é importante para garantir que o negócio renda frutos e não corra o risco de fechar as portas. Dessa forma, planejamento é palavra de ordem para acompanhar o desempenho financeiro da academia. Além disso, com uma planilha de despesas e receitas em mãos ficará mais fácil ter o controle sobre tudo o que entra e o que sai do caixa.

“Crie processos para controlar cada um, analise os resultados e tome decisões sobre eles. Só assim você terá informações concretas sobre seu negócio e saberá exatamente em que direção sua empresa está indo, assim como quais são suas forças e fraquezas”, finaliza Herbert.