Você já parou para pensar em quanto de tempo, dinheiro e energia você perde todos os dias por utilizar os indicadores errados na gestão da sua academia ou do seu estúdio?

Se você mede os resultados da sua academia somente pelo faturamento ou pelo número de alunos, talvez você esteja com uma visão distorcida do negócio. Uma academia deve contar com alguns indicadores para que a gestão possa ser aprimorada constantemente.

Aqui na W12 nós temos contato com muitos donos de academia todos os dias, e um ponto que percebemos é que muitos gestores/donos de academias não utilizam indicadores na gestão do seu negócio. Neste blogpost vou te mostrar as vantagens de utilizar indicadores para tomar decisões, vamos lá!

Você também vai gostar de ler: Principais indicadores de desempenho para academias!

Antes de mais nada quero deixar claro que indicadores e métricas são 2 coisas totalmentes:

Enquanto uma métrica é qualquer coisa que possa ser medida, o KPI é necessariamente um dado com importância para os objetivos do negócio.

Um bom indicador deve ser:

  • Possível de mensurar. Portanto, não pode ser apenas qualitativo;
  • Importante para a base do negócio. Deve estar ligado ao objetivo principal da empresa; 
  • Relevante (esse é muito importante). Isso exclui métricas como número de fãs nas redes sociais, por exemplo, pois isso não é garantia de mais dinheiro no caixa;
  • Útil para as tomadas de decisões. Deve servir como base estratégica;
  • Periódico. Ter limite de tempo e poder ser acompanhado constantemente.

Além disso, é muito importante investir na análise de dados, pois somente a partir de informações concretas você será capaz de determinar se está se aproximando ou se afastando dos seus objetivos.

Ao trabalhar com a análise de dados, você passa a ter uma visão macro do negócio, acompanhando os rumos que a empresa está tomando e fazendo correções estratégicassempre que necessário.

Alguns outros exemplos de KPIs para academias são:

  • Produtividade: quantos alunos cada instrutor atende por hora; por quantas pessoas cada aparelho é usado a cada hora;
  • Qualidade: nível (nota) de satisfação dos alunos com base em pesquisa; número de problemas que ocorrem nos equipamentos a cada mês;
  • Capacidade: por quanto tempo (ou quantas vezes) cada aparelho pode ser usado antes de necessitar de manutenção;
  • Turnover: quantas trocas de funcionários ocorrem a cada semestre;
  • Ticket médio: valor médio gasto por cada cliente.

Descubra aqui quais KPIs analisar: 5 principais indicadores para analisar resultados na sua academia


Indicadores que precisam estar no radar da sua academia

1. CONVERSÃO
Quando se trata de expandir o negócio, muitos donos de academia cometem o erro de se preocupar somente com o número de novos alunos. Contudo, o indicador de conversão vai além disso: conversão é a porcentagem de prospects (potenciais clientes) que se transformam em vendas.

Também é preciso separar os resultados por turno (manhã, tarde e noite) e por vendedor. Essa divisão também possibilita que você descubra quais turnos têm mais procura.

Além disso, uma ótima tática é posicionar os vendedores que mais convertem vendas nos horários em que as visitas são mais numerosas. Isso poderá trazer um aumento quase instantâneo nos resultados.

2. RENOVAÇÃO
Você sabia que os custos e esforços de manter um cliente na academia são 5 vezes menores do que na captação de um novo aluno? Por causa disso, o índice de renovação é um dos indicadores mais importantes. Ele é responsável por garantir a saúde financeira do negócio, uma vez que os esforços de venda já foram realizados.

Como a renovação está diretamente ligada à satisfação do cliente, é fundamental monitorar os índices de evasão (quantos clientes deixam a academia) e mantê-los o mais baixo possível.

Essa medição deve ser separada por vendedores, professores, horários/turnos e modalidades. Isso fará a diferença para que você compreenda o que seu cliente realmente espera e valoriza, corrigindo possíveis erros no atendimento e na prestação dos serviços.

Além disso, de tempos em tempos (trimestral ou semestralmente) você deve fazer análises para determinar quantas renovações deverá conquistar durante os meses seguintes. Com isso, pode programar promoções e estratégias específicas para os meses em que normalmente ocorrem mais renovações (no início do verão, por exemplo).

3. LUCRATIVIDADE
A lucratividade é o índice que mede se o seu negócio está financeiramente saudável ou está dando prejuízo. Apesar de ser um indicador bastante óbvio, muitas vezes o resultado é distorcido porque a análise é mal feita. Antes de mais nada, é necessário
compreender que lucratividade é diferente de rentabilidade.

A rentabilidade está relacionada aos investimentos feitos no negócio e é calculada pela seguinte fórmula: (lucro líquido / investimento) x 100. Digamos que você invista R$ 5 mil em marketing e tenha um lucro líquido de R$ 6.250. Nesse caso, a rentabilidade foi de 125%. Ou seja, a cada R$ 1 investido sua academia obteve um retorno de R$ 1,25.

Já a lucratividade indica quanto o negócio realmente ganhou (quanto dinheiro sobrou) em relação a toda a receita recebida. Sua fórmula é: (lucro líquido / receita bruta) x 100.

A receita bruta corresponde à soma de todo o dinheiro recebido antes de qualquer desconto.

O lucro líquido é o valor que sobrou para a empresa depois de descontar todos os custos e despesas (mão de obra, estrutura, aluguel, impostos, etc).

Estes indicadores precisam estar sempre no seu radar e um software de gestão pode te ajudar com isso. O GoFit te ajuda enxergue sua academia ou estúdio com um olhar sistêmico, para ter mais segurança nas tomadas de decisão, e como ele é 100% online você tem mobilidade para gerenciar o seu negócio de onde estiver, basta estar conectado.

674cbc92eea36c49e4e9b7caae6e5d8ab2d2b07c508c18a3ddpimgpsh_fullsize_distr